Dicas para montar um portfolio em PDF

Veja quais as vantagens e desvantagens ao criar um portfolio no formato PDF e confira nossas dicas!

ilustração de portfolio em pdf

Quem trabalha com criatividade sabe que um dos maiores desafios é montar um bom portfólio.

Quanto mais trabalhos, melhores as chances de criar um portfólio chamativo e interessante para os futuros prospects.

Porém, são várias etapas até conseguir a quantidade ideal de criações para fazer parte da sua pasta.

Frequentemente o desafio começa na hora de criar os próprios trabalhos, como no caso de quem está iniciando em algumas das principais áreas de criatividade.

Fotógrafos iniciantes, designers, diretores de arte, arquitetos, dentre outros precisam se desdobrar para montar portfólios criativos, já que muitas vezes não conseguem tantos trabalhos ou clientes relevantes.

Nesses casos, a melhor alternativa é sempre produzir seus trabalhos independentemente do cliente. Apenas para compor o portfólio.

Quando o criativo já possui uma boa quantidade de trabalhos, vem a segunda etapa: qual o formato mais indicado para apresentar as suas criações?

Hoje temos muitas opções para quem quer montar um portfólio.

Desde sites próprios a serviços voltados exclusivamente para isso, as soluções do mercado atendem completamente a demanda.

Mas é necessário fazer uma reflexão: os meus trabalhos podem ser vistos com perda de qualidade ou detalhes nesses serviços?

Ou eles precisam ser apresentados com toda a qualidade e riqueza de detalhes envolvidos em sua criação?

Se você disse sim para a segunda pergunta, talvez a melhor solução seja montar um portfólio em PDF.

Mas, por que escolher o formato PDF?

Continue lendo este artigo, pois abordaremos as principais vantagens e desvantagens do formato, como usá-lo da melhor maneira possível e algumas dicas para montar um portfólio em PDF.

O que é PDF?

O Portable Document Format (PDF) é um formato de arquivo criado pela Adobe para exibir e compartilhar documentos com segurança, independentemente do software, hardware ou sistema operacional.

Dentro dessa proposta, arquivos PDF podem conter links e botões, campos de formulário, áudio, vídeo e lógica de negócios.

Além disso, também podem ser assinados digitalmente e ainda contam com camadas de segurança como criptografia e senhas.

Atualmente o formato é um padrão aberto mantido pela International Organization for Standardization (ISO).

Quando falamos em PDF, o principal uso do formato é para a proteção do conteúdo de um arquivo.

Por exemplo, ao escrever um artigo e salvá-lo em formato de Word, ainda é possível que qualquer outra pessoa edite o documento, alterando informações importantes, comprometendo a segurança e a autenticidade do mesmo.

Já o arquivo em PDF não pode ser alterado.

Qualquer pessoa pode abrí-lo, mas não é possível editar nenhuma informação dentro do conteúdo.

Além disso, o PDF tem como um dos seus principais atrativos a manutenção da qualidade do conteúdo.

Ou seja, se um designer desenvolve uma peça criativa, ao salvar em JPG ou outros formatos, existe uma perda de qualidade.

Quando o arquivo é salvo em PDF, toda a qualidade do original é mantida.

É por isso que recomendamos o PDF como uma das melhores alternativas para montar o seu portfólio.

Vantagens de um portfólio em PDF

Como dito nos parágrafos acima, o formato PDF permite o uso de vários recursos interativos que tornam o seu portfólio ainda mais atrativo.

Dependendo da sua área de atuação, também é importante que os trabalhos sejam apresentados com a maior qualidade possível, como é o caso de fotógrafos, designers, arquitetos, etc.

Com tanta versatilidade em apenas um formato, o PDF surge como uma solução completa para apresentar seus trabalhos, sejam eles de elementos visuais ou até mesmo em áudio.

Resumidamente, as principais vantagens de um portfólio em PDF são:

  • Possibilidade de ter links;
  • Possibilidade de ter botões;
  • Campos de formulário;
  • Áudio;
  • Vídeo;
  • Mantém a qualidade de imagens;
  • Formato aberto e aceito pelas principais entidades de certificação.

Mesmo com tantas vantagens, o PDF ainda pode apresentar alguns pontos negativos.

O principal deles está diretamente relacionado ao nível de qualidade de seus arquivos: o tamanho.

Isso não é necessariamente uma desvantagem, dependendo da forma como você pretende apresentar seu portfólio.

Um dos empecilhos que você pode encontrar pela frente, talvez seja na hora de enviar o portfólio por e-mail.

No caso de designers, fotógrafos e arte-finalistas, é essencial ter um arquivo com a maior qualidade possível.

O PDF, por ser o formato que melhor trabalha com esse nível de qualidade, é também o que gera arquivos com o maior tamanho.

Nesse sentido, pode haver algum problema na hora de enviá-lo para prospects e recrutadores, pois a maioria dos servidores de e-mail gratuitos ou corporativos trabalham com um tamanho máximo de arquivo.

Nesse caso, infelizmente, a qualidade tem um preço a ser pago.

Mas ainda bem que existem alternativas para contornar esse problema, como servidores de arquivos como o Google Drive, Dropbox e outras alternativas.

Dicas para montar um portfolio em PDF

Sabendo o que é, suas vantagens e desvantagens, chegou a hora descobrir tudo o que você precisa saber para montar um bom portfólio em PDF.

Mas antes de qualquer coisa, é preciso saber qual é a sua proposta com esse portfólio.

Talvez o formato não seja o mais adequado para atender os seus objetivos.

No caso de um programador ou webdesigner, a melhor maneira de apresentar seus trabalhos é realmente exibindo-os em um ambiente onde possam ser vistos e usados da maneira como foram concebidos.

Já para fotógrafos, designers, ilustradores, arquitetos entre outros, o PDF pode ser a solução ideal.

O primeiro passo é escolher os melhores trabalhos. Aqueles que tem o maior potencial para chamar a atenção de quem vê o seu portfólio.

Sejam aqueles que tiveram um trabalho criativo maior ou os que ofereceram o melhor retorno ao cliente.

Quem busca os seus serviços quer saber duas coisas: se você tem qualidade e se oferece retorno, portanto é essencial escolher os trabalhos que demonstrem isso.

Em seguida, pense em como apresentar os trabalhos dentro do arquivo PDF.

Como o formato oferece várias opções de interatividade, use e abuse de links e botões para deixar o arquivo mais interativo, principalmente se o trabalho se desdobra em outras mídias.

Uma excelente alternativa é usar as técnicas de storytelling na montagem do seu portfólio.

Conte uma história, sobre você e seus trabalhos e ofereça maneiras de expandir esse universo para quem está vendo o arquivo.

Mas tome cuidado: se o portfólio ficar muito extenso, talvez se torne cansativo para quem está vendo. Portanto, seja sucinto e objetivo.

Outro ponto importante a se levar em consideração é o tamanho do arquivo.

Apesar de ter a vantagem de manter a qualidade dos arquivos, nenhum recrutador ou prospect está com tempo e disposição para baixar arquivos de vários gigabytes.

Tente manter a maior qualidade possível dentro do menor tamanho de arquivo.

No caso de designers, você não precisa salvar seus documentos com a qualidade de 300dpi, indicada para a impressão. Pode trabalhar com um formato menor, voltado para a hospedagem em internet.

Conclusão

Neste artigo falamos sobre como montar um bom portfólio em PDF.

Explicamos o que é o formato, para que serve, suas principais vantagens e desvantagens e, principalmente, como montar um bom portfólio dentro dessas opções.

Agora temos certeza que você estará apto para apresentar os seus trabalhos da melhor maneira possível.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário