O que colocar em um portfólio de estilista?

Tem dúvidas sobre montar um portfolio de moda e estilo? Confira nossas dicas e crie um portfolio perfeito!

estilista e cliente

O que colocar em um portfólio de estilista e como montar um portfólio de moda são questões frequentes para quem está começando a carreira nessa área. Portanto, criamos esse artigo para ajudar a eliminar essas e outras dúvidas que envolvem o tema.

A seguir você confere quatro dicas de como montar o seu portfólio. Também pode descobrir qual o melhor meio para publicar seus trabalhos, se online, impresso ou mantê-lo em PDF.

Por fim, veja dicas suplementares que vão facilitar sua vida profissional quando o assunto for portfólio. Assim, você garante mais sucesso e consegue alcançar futuros clientes.

Portfólio de estilista: O que colocar?

Portfólio é uma ferramenta que expõe os trabalhos já elaborados. Com isso, o profissional passa a divulgá-los e consequentemente pode fechar novos contratos. Para saber mais sobre o que é um portfólio, possuímos um artigo falando exatamente sobre isso aqui.

Sabendo o que é essa ferramenta está na hora de saber o que colocar em um portfólio de estilista. As dicas a seguir podem trilhar um caminho para a elaboração dessa ferramenta, mas lembre-se sempre de dar o seu toque especial para que todo esse trabalho reflita sua personalidade.

Seja seletivo nos materiais expostos

Um erro muito comum cometido pelos iniciantes é com relação a quantidade de material exposto no portfólio. Isso porque existe uma crença de que quanto mais trabalhos postados, melhor é o profissional.

Mas isso não é verdade e é necessário pensar bem antes de sair postando todos os trabalhos já elaborados. Primeiro, escolha os seus modelos preferidos, aqueles que você amou fazer e que teve permissão do cliente para trabalhar de acordo com sua criatividade.

Também é importante levar em consideração outros pontos antes de expor os seus trabalhos. Por exemplo, escolha peças diversificadas, para mostrar tudo o que você consegue fazer.

Mas claro, sempre colocando mais de uma opção e criando pastas dentro do próprio portfólio para manter a organização. E lembre-se sempre: qualidade é mais importante que quantidade.

Além disso, defina como o material vai ser exposto, se em croqui, a peça já pronta e vestida por uma modelo ou das duas maneiras. Desse último jeito é interessante para mostrar o passo a passo da produção, desde as ideias iniciais, passando pelo esboço até a finalização.

Escreva textos de apoio para o material divulgado

Porém, mais do que expor uma peça criada, você deve escrever sobre ela. Essa técnica consiste em explicar para quem está visualizando o que é cada detalhe do croqui ou da peça já finalizada.

Assim, quem está olhando o seu trabalho vai saber exatamente do que se trata. Entender a roupa ou acessório e saber como eles foram produzidos podem ser fatores determinantes para conquistar um novo cliente.

Além de tudo, você também consegue expor todo o seu conhecimento na área. Deixando seu portfólio ainda mais completo, interessante e explicativo.

Faça boas fotos dos seus produtos

Nenhum portfólio que trabalha com imagens vai ser bem sucedido se a qualidade desse material não for excelente. Pode até parecer pessimista demais, mas a verdade é que as pessoas são atraídas por fotos com boa resolução.

Trazer essa qualidade para o seu portfólio só tem a abrilhantar ainda mais o seu trabalho. Por isso, invista em boas fotografias, seja comprando uma câmera profissional, fazendo cursos online ou até mesmo contratando um fotógrafo.

E com as fotos você pode criar um estilo só seu. Por exemplo, se quiser algo simples, aposte em um cenário neutro. Agora se você gosta de cores, faça fotos externas que acompanham o estilo da peça elaborada. Mas sempre levando em consideração iluminação e foco.

Crie um espaço para contar um pouco sobre você

É essencial conhecer o artista responsável por todo aquele trabalho apresentado. Portanto, antes ou depois de expor o portfólio, crie um “sobre mim” para falar a respeito de sua vida profissional e seus interesses.

Diga seu nome, onde fez o curso de moda e em que ano concluiu. Coloque ainda suas experiências profissionais ou, se ainda for iniciante, seus sucessos na vida acadêmica. Conte como se interessou pelo universo da moda e, se tiver preferências explique-as.

Portfólio de moda PDF, online ou impresso?

O modelo de portfólio elaborado vai depender da necessidade do profissional. Por exemplo, se você deseja expandir o seu trabalho para além da sua cidade, vai preferir divulgá-lo online, criando um site.

Já se você deseja apenas enviar para determinadas pessoas, pode optar por formato em PDF. Nesse artigo aqui você entende melhor as vantagens de cada um desses modelos.

Agora se a ideia é entregar o portfólio em mãos ao cliente ou em uma agência de moda, é indicado ter a versão impressa. De qualquer forma, um profissional que se preze terá pronto os três tipos.

Dicas extras de como preparar um portfólio de moda

  • Revise o portfólio antes de publicá-lo ou entregá-lo;
  • Preste atenção ao português, evitando erros que podem desqualificar seu trabalho;
  • Mantenha o portfólio sempre atualizado;
  • Coloque trabalhos feitos por você mesmo. Mas caso queira postar projetos com outros profissionais, lembre-se sempre de dar os devidos créditos;
  • Aposte em divulgação para um portfólio online, seja pelas redes sociais ou pelos meios de comunicação.

Pronto, com todas essas dicas você sabe o que colocar em um portfólio de estilista. Também aprendeu como montar um portfólio de moda e escolher o melhor meio de transmissão, se impresso, online ou PDF. Agora é hora de colocar a mão na massa e providenciar o seu material de divulgação.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário