O que é portfolio?

Não sabe o que é portfolio? Não tem problema, a gente explica! Conheça os tipos de portfolio e para que serve cada um deles.

capa de portfolio

Você já deve ter lido ou ouvido a palavra portfólio em algum lugar antes de conhecer este site. Se você é de algumas áreas específicas como comunicação, design, tecnologia ou comercial, esse termo deve fazer parte do seu dia a dia. Mas você sabia que existem vários tipos de portfolio?

Neste texto tentaremos abordar alguns dos principais tipos e conceitos de portfolio. Do modelo vitrine ao modelo de serviços, abordaremos aqueles mais utilizados para que você entenda como e quando usá-los.

Antes de qualquer coisa, o portfolio é uma ferramenta. É a forma que você tem de mostrar a qualidade do seu trabalho, suas principais referências, personalidade e a capacidade que você possui para resolver o problema de seu cliente.

Existem várias formas de apresentar um portfolio. Algumas mais eficientes que outras de acordo com a sua área de atuação, mas todas igualmente importantes na hora de mostrar ao mundo os seus melhores trabalhos.

Quais os modelos? Para o que servem? O que deve ter em um portfolio? Se você ficou interessado, continue lendo o nosso artigo e prepare-se para sair daqui um especialista em portfolios.

Preparado? Vem com a gente.

O que é portfolio?

Segundo o dicionário Michaelis, um portfolio pode ser tanto “um conjunto de trabalhos oferecidos ou realizados por uma empresa ou organização privada” como também “conjunto de trabalhos desenvolvidos por profissionais de diversas áreas com o objetivo de conseguir novos trabalhos”.

Resumidamente, um portfolio é uma apresentação serviços ou produtos oferecidos por uma empresa ou uma apresentação de trabalhos realizados por um profissional.

Ao contrário de um currículo, que é o resumo das experiências profissionais de uma pessoa, o portfolio apresenta o lado prático, a mão na massa. O portfolio reúne os trabalhos desenvolvidos e o resultado final.

Do lado corporativo, o portfolio é uma coletânea de serviços prestados ou oferecidos, como por exemplo, os planos de uma hospedagem de sites ou pacotes de serviços de uma operadora de telefonia celular.

É muito utilizado por empresas que oferecem grande variedade de serviços ou produtosletreiro com o texto "portfolio"

Quais os principais tipos de portfolio?

Quem é mais velho e já tem algum tempo de profissão, deve se lembrar de publicitários, diretores de arte, redatores ou desenhistas desfilando com grandes pastas pretas. Era uma situação realmente incômoda ter que andar com uma pasta dessas para lá e para cá na hora de prospectar um cliente ou concorrer a uma vaga de emprego.

Felizmente as coisas mudaram com o tempo.

Hoje existem vários formatos de portfolios. O que os diferenciam é a forma como são apresentados.

Os mais conhecidos são os de formato digital ou de vitrine, muito utilizados por designers, publicitários, desenhistas, etc.

Mas existem outros formatos que você pode conferir abaixo:

Portfolio acadêmico

Desenvolvemos vários trabalhos ao longo de nossa vida acadêmica. Alguns são mais simples de fazer e outros mais trabalhosos, e nessa mistura sempre existem aqueles que gostamos mais e que são extremamente relevantes para a nossa área de atuação.

Além dos nossos próprios trabalhos, temos contato com materiais que são fundamentais para a vida acadêmica. Textos de aula, ensaios, livros, pesquisas realizadas. Ou seja, uma infinidade de materiais que agregam conhecimento à nossas vidas.

No portfolio acadêmico, você vai agrupar todos os seus melhores trabalhos e materiais úteis ao longo de sua vida acadêmica. Ele será uma ferramenta imprescindível para acompanhar o seu desempenho, sempre organizado e acessível.

Portfolio empresarial

Imagine a seguinte situação: você está prospectando novos clientes e precisa apresentar um material que apresente, de forma bonita e organizada, o seu negócio, os serviços que você presta e as principais informações sobre a sua empresa.

Com um portfolio empresarial você consegue apresentar todas essas informações de forma visualmente agradável, ágil e assertiva. Pode ser uma ferramenta fundamental na hora de fechar novos negócios.

Portfolio de fotografia

Fotografia é uma arte visual. É impossível mostrar o seu trabalho e conhecimento apenas através de palavras ou currículo. Nesse momento, o portfolio fotográfico é o seu melhor amigo.

No portfolio de fotografia você não escolhe apenas os seus melhores trabalhos, mas também aqueles que mostram a sua essência e sua visão de fotografia. É com essa coletânea de imagens que você será capaz de mostrar toda a sua qualidade como fotógrafo.

Portfolio Escolar

O portfolio escolar é muito parecido com o portfolio acadêmico, servindo como uma excelente ferramenta para que os pais e alunos possam acompanhar a evolução e o aprendizado durante o ano letivo.

O ideal é que o portfolio escolar seja criado no início do período letivo, para acompanhar todo o processo de aprendizado referente àquele ano. Para deixá-lo ainda mais completo, muitos especialistas sugerem que ele seja acompanhado por um diário reflexivo, com anotações do próprio aluno sobre os estudos realizados.

Em um portfolio escolar deve conter a seguinte estrutura:

  • Ficha com o nome do aluno, série, ano e instituição de ensino;
  • Fichamentos orientados pelo professor;
  • Anotações e registros de aula;
  • Trabalhos, provas e pesquisas realizadas;
  • Produções artísticas e;
  • Diário reflexível.

Portolio de Design

A área de design está em alta há alguns anos no mercado de trabalho. Com tanta concorrência, sai na frente aquele profissional que apresentar o melhor portfolio durante suas prospecções de novos clientes ou em recrutamentos para vagas de emprego.

Hoje, a melhor maneira de exibir o seu portfolio é através da internet, em plataformas que permitem o compartilhamento com seus futuros novos clientes ou colegas de trabalho.

Assim como o portfolio de fotografia, o portfolio de design deve conter os melhores trabalhos produzidos ao longo de sua carreira, atualizados constantemente e, além de tudo, mostrando a sua personalidade, um dos traços mais marcantes de um bom designer.

designer desenhando um logo

Portfólio Musical

Da mesma forma que fotógrafos e designers, os músicos também trabalham com criatividade.

Antigamente, se já era difícil para artistas visuais apresentar os seus trabalhos de maneira a alcançar mais pessoas, imagina para quem trabalhava com áudio?

Nos primeiros anos da internet no Brasil, as conexões não eram tão potentes e os softwares de áudio não conseguiam comprimir arquivos de som com qualidade e tamanho reduzido.

Mesmo com a chegada do formato .MP3, a questão da velocidade ainda era uma barreira.

Existe um grande mercado para músicos que compõe trilhas musicais para vídeos ou até mesmo para outros tipos de áudio. E, da mesma forma, eles também precisam apresentar seus trabalhos para quem deseja contratá-los.

Dessa forma, um compositor também pode criar um portfólio musical.

O portfólio musical consiste, basicamente, em apresentar uma seleção das melhores composições – normalmente separadas por categorias – onde o contratante pode ouvir um pequeno trecho.

Assim como existem os famosos bancos de imagem, também existem os bancos de trilhas sonoras.

Com o avanço das conexões de banda larga e o crescimento das plataformas de streaming, o compositor agora pode hospedar seus arquivos em um site próprio ou utilizar plataformas específicas para isso.

Portfólio Financeiro

O portfólio financeiro ou portfólio de investimentos, como também é chamado, é o conjunto de aplicações financeiras de um investidor.

Para quem é mais velho, também pode chamá-lo de carteira de investimentos. Na prática, o conceito é o mesmo para todas as três nomeclaturas.

O portfólio financeiro agrega todos os ativos financeiros escolhidos para fazer o seu investimento render.

O conceito de portfólio é utilizado nesse caso principalmente quando se fala de diversificação.

Ou seja, se a pessoa física ou jurídica tem apenas um investimento, não é necessariamente um portfólio. A partir do momento em que se abre esse leque de opções, com dinheiro investido em vários locais, passa a ser necessário centralizar as informações.

É aí que o portfólio de investimentos entra, onde é possível consultar e acompanhar a evolução do seu rendimento.

Portfólio de bens

Da mesma forma que existem pessoas que investem dinheiro em ações, tem aquelas que investem em outro segmento: o de imóveis.

Com a crise que o país atravessa nos últimos anos, somada com o crescimento da construção civil no início da década, o resultado é que hoje existe uma grande oferta de imóveis para uma demanda reprimida de mercado.

Essa situação acabou derrubando os valores dos imóveis, o que é sempre bom para quem gosta de investir nesse tipo de bem.

Com certeza você conhece ou sabe de alguém que vive da renda de vários imóveis alugados.

Esse conjunto de imóveis é chamado de portfólio de bens.

Ele pode ser usado tanto por pessoas físicas quanto pessoas jurídicas, que dependendo do porte tem imóveis espalhados por várias cidades, estados e até mesmo países.

O portfólio de bens reúne as principais informações relacionadas aos imóveis de uma pessoa ou empresa, sua localização, estado atual e situação dos contratos.


Agora que você já sabe o que é um portfolio, quais os principais modelos e funções, é hora de começar a montar o seu. Já deu uma olhada em nossos outros posts sobre o assunto?

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário