O que faz um programador?

Saiba mais sobre a área de programação e confira o que é preciso para se tornar um desenvolvedor de sites, apps ou jogos.

ilustração de desenvolvedor trabalhando

Você quer saber o que faz um programador? Neste artigo você vai descobrir, mas antes disso, vamos fazer um pequeno exercício de observação.

Primeiramente, olhe para o dispositivo o qual você está usando para ler esse texto. É um computador? Um smartphone? Um tablet?

Agora, tente se lembrar de todas as atividades que você faz no seu dia a dia que envolvem utilizar algum serviço online ou através de dispositivos digitais. Seja acessar um e-mail, o app do seu banco ou até mesmo assistir a uma série no app da Netflix em sua smarTV.

Você deve estar se perguntando o motivo de fazermos esse pequeno exercício, certo? A resposta é muito simples. Se reparou bem ao seu redor, deve ter percebido a quantidade de serviços e dispositivos usados por você que dependem de algum tipo de programação.

Com a evolução tecnológica, a área de programação é uma das mais beneficiadas e, graças a esse benefício, quem tem se dado bem são os programadores.

O que é e o que faz um programador?

Como citado nos parágrafos acima, a programação já faz parte do nosso dia a dia. Mas quem são as pessoas por trás do desenvolvimento dos softwares e aplicativos que tornam a nossa vida mais fácil?

O programador é o profissional que desenvolve, projeta e implementa sistemas e aplicativos através de linguagens de programação.

O programador pode atuar voltado para sistemas fora do ambiente da internet ou especificamente para a web.

Ou seja, pode desenvolver um site como este blog ou então um sistema que gerencia as rotinas de um robô responsável pela pintura de portas dentro de uma fábrica de automóveis.

Esse tipo de programação é chamado de back-end, ou seja, o que está por trás da parte visual de um programa.

Dentro desse contexto, também existe a área de front-end, que é a união de linguagens de marcação e formatação, como HTML e CSS, que é a responsável por aplicar e ajustar o design gráfico para funcionar em conjunto com o código de programação.

Para cada um desses tipos de aplicações existe uma linguagem de programação específica, sendo aquelas que são exclusivas do ambiente web como, também, aquelas que são voltadas para atividades fora da internet.

Quais são as áreas da programação

Assim como centenas de outras profissões que possuem áreas distintas dentro do seu espectro de atuação, na programação não poderia ser diferente.

Por ter a versatilidade de trabalhar com diversas linguagens e sistemas, o programador pode atuar em várias frentes.

A área profissional que delimita a profissão de programador é a TI (Tecnologia da Informação).

Dentre as linguagens de programação, podemos citar algumas:

  • Java
  • C
  • C++
  • C#
  • Python
  • VB .NET
  • PHP
  • JavaScript
  • Delphi/Object Pascal
  • Swift

É possível dividir a atuação de um programador dentro de quatro categorias primárias, que definem as áreas das aplicações.

Programador desktop

Desenvolve aplicações ou sistemas voltados para ambiente local, seja para um computador ou uma rede de computadores dentro de um sistema operacional.

Programador web

Desenvolve sistemas web ou sites, hospedados em sistemas online que podem ser acessados por qualquer pessoa com acesso à internet.

Programador Mobile

Desenvolve aplicativos para smartphones e dispositivos móveis de acordo com as principais plataformas do mercado: Android, iOS, Windows Phone ou Java.

Programador de Jogos

Desenvolve as instruções lógicas de um jogo voltado para qualquer plataforma, seja ela de consoles de video-game, computador ou celulares.

ilustração de código de programação
Preparado para encarar alguns códigos?

Onde um programador pode atuar?

Por se tratar de uma área com grande demanda, o programador tem uma enorme variedade de segmentos onde pode atuar.

Empresas de tecnologia são os principais locais de atuação de um programador. Podem ser aquelas que desenvolvem aplicações para terceiros ou seus próprios softwares.

Com o boom das startups, o mercado ficou bem aquecido para programadores e um fato curioso é que a demanda é sempre alta, uma vez que este profissional não existe em abundância no mercado de trabalho.

Por ser uma área extremamente dependente das ciências exatas como matemática e lógica, em um país cujo déficit de aprendizado é alto, os programadores tem um mercado com alta demanda e ótimos salários.

Além disso, o programador também pode atuar em segmentos mais abrangentes, como agências de publicidade, marketing digital e web design.

Por fim, se quiser trabalhar por conta própria, o programador também pode atuar como desenvolvedor ou consultor, oferecendo seus serviços para várias empresas ao mesmo tempo.

O que eu preciso saber para ser um programador?

É extremamente comum encontrar programadores autodidatas. Ou seja, aqueles que aprenderam a programar sozinhos.

É o caso de grandes referências desse segmento, que deram os primeiros passos com seus computadores pessoais ou até mesmo sem eles, já que alguns foram responsáveis pela criação dos primeiros equipamentos.

Sendo assim, para ser um programador é fundamental dominar linguagens de programação e o raciocínio lógico por trás de cada uma delas.

Como as linguagens de programação foram criadas em inglês, é primordial dominar o idioma, para manter-se atualizado e compreender seu funcionamento.

Além disso, um programador também precisa acompanhar a própria comunidade de desenvolvedores, que compartilha novidades, atualizações, lançamentos e dicas importantes sobre suas linguagens.

É uma área muito colaborativa, principalmente no caso das linguagens open-source como o PHP.

Portfolios de programadores

Uma das principais dúvidas de quem está entrando nessa área é sobre como montar um bom portfolio de programador.

Já abordamos por aqui sobre como montar portfolios de áreas específicas, mas programação é uma área extremamente dinâmica, com mudanças constantes. Ou seja, o portfolio de um programador deve estar sempre atualizado com os seus principais trabalhos.

Abaixo vamos colocar uma lista de cinco portfolios incríveis de programadores para você se inspirar na hora de apresentar o seu trabalho.

Conclusão

Neste artigo falamos um pouco mais sobre o que faz um programador.

Desde as áreas em que se pode atuar até o que precisa saber para iniciar a jornada no mundo dos códigos.

Para completar, colocamos alguns exemplos de portfolios de programadores para inspirá-los e ajudá-los a colocar seus códigos ao alcance de recrutadores e outros desenvolvedores.

Acompanhe o blog para saber mais informações sobre a área de programação e muito mais.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário