Pecha Kucha: Técnica japonesa para apresentações eficazes

Conheça os métodos de apresentação do Pecha Kucha e saiba como fazer uma apresentação completa dentro do tempo!

Pecha Kucha - logo oficial

Mark Dytham e Astrid Klein lançaram uma ideia simples mas genial em fevereiro de 2003, esta técnica tem transposto fronteiras pouco a pouco sendo adotada principalmente por empresas e institutos de muitos países do mundo, chama-se: Pecha Kucha.

Esta iniciativa de ambos os arquitetos evidencia uma parte da cultura japonesa que vale a pena levar à prática, o aproveitamento do tempo e concretizar a mensagem que se deseja transmitir sem discursos extensos, e com uma ordem de relevância bem estruturada. Explicamos-te o que é e como tornar isso possível.

De onde vem este conceito?

Pecha Kucha é um termo de origem japonesa: ペ チ ャ ク チ ャ, usado para se referir a uma conversa informal.

Pecha Kucha: Projeto básico mas brilhante

Mark e Astrid perguntaram de que forma se podia reunir um grande número de jovens designers em um só lugar e que todos pudessem apresentar seu trabalho eficazmente? Os arquitetos tiveram uma ideia oportuna e brilhante: elaborar uma técnica com normas explícitas que deviam ser respeitadas obrigatoriamente pelos expositores.

As apresentações devem consistir em 20 slides e o expositor deve explicar cada uma em 20 segundos. Zero aborrecimentos! Cada apresentação tem a duração de 6 minutos e 40 segundos. O objetivo não é limitar o tempo de apresentação, uma vez que essa estratégia é bastante antiga e não funciona de todo.

Trata-se de aplicar o método “20×20” para garantir que o expositor mantenha a audiência focada no essencial e relevante do conteúdo a expor, uma mistura de dinamismo e sistematicidade para transmitir o que realmente vale a pena comunicar ao público. A ideia teve plena aceitação no mundo.

Aplica-se a técnica em 5 passos

Como mencionado acima, deve ser respeitado o padrão de 20 slides de 20 segundos cada. Em seguida, siga estes 5 passos simples para transformar sua apresentação ao estilo Pecha Kucha.

  1. Estrutura básica: Divida o conteúdo em 5 capítulos, é importante que este número seja múltiplo de 20.
  2. Divida os capítulos: Divida 20 entre a quantidade de capítulos: 20/5.
  3. Desenvolva o conteúdo: Escolha o conteúdo essencial, ou seja, os quatro temas fundamentais de cada capítulo. A cada tema corresponde um slide. No total são elaborados 20 slides, cada um com um tema dentro de uma estrutura lógica e coerente.
  4. Pratique em 20 segundos: Chegou o momento de ensaiar, pratique várias vezes a exposição até conseguir desenvolver cada tema em 20 segundos. Trate de abordar cada tema de forma resumida, inclui uma imagem para agradar a vista dos presentes.
  5. A exposição dura menos de 7 minutos, aproveite um espaço curto para indagar entre a audiência se há alguém que deseja comentar algo adicional ou fazer uma crítica construtiva.

A tendência “speed” no networking se faz cada vez mais forte, o ritmo de trabalho está adotando maior rapidez e exigência. Por isso os formatos das apresentações estão sendo elaborados para alcançar a máxima eficiência e dinamismo.

Pecha Kucha adapta-se a esta nova forma de transmitir o conhecimento: amena, rápida, eficaz e concreta. Sem dúvida que este novo estilo de apresentação contribui para a preparação das pessoas, a não cair em ambiguidades ou discursos vazios, a ser bons oradores e a comunicar o que realmente vale a pena.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário