Qual criar: portfolio digital em PDF ou site?

Confira as vantages e desvantagens de se criar um portfolio digital em PDF ou site. Se você está pensando na primeira opção, talvez precise repensar...

Já teve a dúvida sobre qual a melhor solução: portfolio digital em PDF ou site? Na hora de criar portfólio digital, muita gente apela para o formato PDF. Faz sentido. Além de gratuitos, esses arquivos permitem reproduzir conteúdo impresso, como páginas de um jornal ou uma revista. Repórteres, diagramadores e ilustradores, entre outros profissionais, podem recorrer à alternativa.

Porém, nem sempre essa é a melhor maneira de expor os projetos pessoais. Documentos estáticos têm algumas limitações. Em vez de funcionarem como um “cartão de visitas”, podem afugentar possíveis clientes. Entenda por que e veja como compartilhar seus trabalhos da melhor maneira.

Por que portfólio digital em PDF não vale a pena?

O PDF atua como uma cópia fiel de materiais impressos – páginas de livros, ilustrações, catálogos de compras, entre outros. Também pode ser usado para a elaboração de um livreto digital, ou para uma apresentação de slides. As informações ficam organizadas e nenhum usuário pode realizar alterações posteriores.

Parece bom. E realmente é, em muitas situações. Caso seu objetivo seja ter um documento com um design uniforme e imagens em alta resolução, o PDF pode, sim, ser bem-vindo. Se as páginas tiverem marcas de sangra, é possível até mesmo imprimir o portfólio digital e transformá-lo num verdadeiro dossiê impresso.

O problema é o tamanho do arquivo. Em geral, essa extensão é muito pesada. Servidores de e-mail corporativo não costumam aceitar anexos tão grandes, então um único portfólio pode superlotar a caixa de entrada do cliente.

Redimensionar o tamanho das imagens e compactar o arquivo é uma opção. Contudo, a qualidade visual fica comprometida.

Vantagens de ter um site para portfólio digital

Na briga entre portfólio digital em PDF ou site, o segundo acaba ganhando. Primeiro, porque qualquer arquivo estático pode ser hospedado na internet. Você consegue montar um álbum ou uma galeria de fotos para facilitar a visualização das amostras do trabalho.

E as vantagens não param por aí. Confira algumas delas:

1. Compartilhamento

Anexos pesam num e-mail, mas links não interferem no envio das mensagens. Você também pode compartilhar exemplos dos seus projetos nas redes sociais. Um post no Facebook e até mesmo uma mensagem de WhatsApp podem gerar tráfego para o seu portfólio digital online.

2. Customização

O layout do portfólio é um aspecto importante, que atribui uma identidade visual à sua marca. Num site próprio, você pode soltar a criatividade!

Vale lembrar que, além de inovador, o design deve ser de fácil navegabilidade. Esses elementos contam pontos a favor de qualquer profissional. Como a experiência do usuário tende a ser positiva, as chances de o material causar uma boa impressão aumentam.

3. Individualização

Num espaço particular na rede, também se podem organizar categorias e subcategorias conforme os trabalhos realizados anteriormente. Cada projeto pode vir numa página individual, com link único. Dessa maneira, ao tentar conquistar um novo cliente, fica fácil compartilhar apenas o conteúdo mais interessante.

Por exemplo, digamos que você seja web designer e ilustrador. Para desenhar o logotipo de uma empresa, não precisa mostrar todos os sites que já produziu.

4. Profissionalismo

Criar portfólio digital no Behance ou em outras plataformas é fácil e barato. Hospedar PDFs no Dropbox e compartilhar os links com um contratante, também. Só que esses meios dão certa impressão de amadorismo. Um site oficial, com domínio próprio, transmite mais credibilidade aos serviços oferecidos.


Viu só? Na dúvida entre PDF com portfólio digital ou site, a decisão é simples. Quer mais dicas sobre como criar portfólio? Então não deixe de conferir as novidades do nosso blog.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário