Como montar um portfolio escolar

Precisando criar um portfolio escolar? Saiba o que é, como montar e o que deve ter em um portfolio portfolio pedagógico.

foco na mão do estudante segurando uma caneta preenchendo a prova

Trabalhar na área de educação no Brasil é um grande desafio. Para ser professor por aqui, é preciso muita vontade, coragem e disposição.

Àqueles que se dedicam a esse ofício estão sempre buscando novas formas de aprimorar o ensino, seja com atividades lúdicas, externas ou com o auxílio de ferramentas pedagógicas.

Uma dessas ferramentas é o porfólio escolar.

Com ele, o professor pode acompanhar o desenvolvimento da turma de alunos ou individualmente.

Neste artigo vamos falar um pouco mais sobre essa excelente ferramenta pedagógica e te ensinar a como montar um bom porfolio escolar.

Continue lendo este artigo e anote essas dicas.

O que é portfolio escolar?

O portfolio escolar é a coleção de trabalhos escolares que o professor propõe ao longo do ano, separado por turmas e alunos, a fim de acompanhar o desempenho dos estudantes.

Cabe aqui reforçar que existem dois tipos de portólios que são confundidos frequentemente: o portfólio acadêmico e o escolar.

Enquanto o primeiro é organizado pelo próprio aluno e tem como objetivo apresentar um histórico dos seus melhores trabalhos, dando uma amostra da sua evolução acadêmica, o segundo reúne as atividades escolares propostas pelo próprio professor ao longo do ano para avaliar a metodologia de ensino e sua eficácia.

Em uma analogia, podemos dizer que o portfolio escolar é uma espécie de relatório multimídia, que pode ser consultado a qualquer momento pelo professor ou pela instituição de ensino.

Nesse “relatório”, o professor pode incluir relatos, fotografias, textos, vídeos, desenhos, etc realizados pelos seus alunos.

Ele pode ser tanto digital quanto físico. 

Ou seja, o professor pode usar ferramentas como pen-drives, serviços de hospedagem na nuvem dentre outros, ou então organizar através de pastas personalizadas.

A escolha depende exclusivamente do professor, levando em conta com qual deles tem mais facilidade para se trabalhar e coletar as atividades realizadas.

Agora que você já sabe o que é um portfolio escolar, deve estar ansioso para saber como montar essa ferramenta e aplicá-la no seu dia a dia, certo?

Continue lendo nosso artigo, pois vamos ensiná-lo a montar um portfolio escolar pronto para ser usado e aplicado no dia a dia da sua turma.

Como montar um portfolio escolar?

Antes de montar o portfolio propriamente dito, o professor deve escolher qual o melhor formato para a sua criação.

Conforme dissemos acima, ele pode ser tanto digital quanto físico.

Essa escolha é importante pois ele será atualizado frequentemente. Ou seja, o professor precisará ter acesso a ele com facilidade.

Caso escolha pelo formato digital, lembre-se que todas as atividades deverão ser transpostas para este espaço.

Por exemplo: os trabalhos de uma turma de pré-escolar normalmente são realizados com lápis e folhas de papel. Para incluí-los em um portfolio digital, será preciso digitalizar essa atividade através de scanners ou fotos.

Já no caso de um portolio físico, o professor pode organizá-lo através de pastas de arquivos, que são encontradas com facilidade em qualquer papelaria ou loja de materiais de escritórios.

Independente de qual seja a sua escolha, o conteúdo dos dois será basicamente o mesmo.

O que deve ter em um portfolio escolar?

Depois de escolhido o formato do portfolio, o primeiro passo é identificar a pasta de cada aluno.

1 – Identificação

Uma escola é marcada por diversidade. Nenhum ser humano é igual e cada um tem mais facilidade ou dificuldade para assimilar o conhecimento.

A identificação é um passo importante pois servirá para o professor acompanhar quais os alunos estão tendo mais dificuldade ou facilidade com as aulas propostas.

Feito isso, vamos para o segundo passo: definir quais atividades serão coletadas.

2 – Escolha das atividades registradas

Todo professor tem um planejamento de atividades propostas para o ano letivo, o famoso plano de aula.

Em termos pedagógicos, as atividades desse plano tem como objetivo levar o aluno de um ponto a outro outro do conhecimento, seguindo uma hierarquia de ensino.

Dentro desse plano existem atividades diárias, semanais, avaliações, provas e projetos pontuais.

Cabe ao professor estabelecer qual dessas atividades serão documentadas e qual a frequência.

O que é mais importante para avaliar o desempenho da turma? As atividades diárias? As avaliações? Os trabalhos?

Com essa definição, vamos para o terceiro passo.

3 – Fotos

As fotos são uma excelente maneira de registrar a evolução de uma pessoa ao longo do ano.

No caso de crianças em processo de alfabetização, a fotografia serve como uma ferramenta de registro das atividades temáticas, apresentação de trabalhos, atividades recreativas e muito mais.

Além disso, nessa idade as mudanças físicas são visíveis. Dessa forma, com fotografias é possível avaliar além do desempenho acadêmico, o crescimento físico dos alunos, de forma a ter um comparativo com os anos anteriores.

4 – Apresentação

Como ferramenta pedagógica, o portfolio escolar serve como um guia para mostrar o desempenho de uma turma ao longo do ano.

A apresentação deve ser realizada em reuniões com pais ou diretoria, mostrando quais foram as dificuldades e facilidades da turma, o seu gráfico de crescimento e como eles evoluíram de um ano para o outro.

Essa apresentação deve ser feita de acordo com o formato escolhido pelo professor para a montagem de seu portfolio. Ou seja, se a documentação é digital, basta fazer uma apresentação utilizando ferramentas de slides.

Conclusão

Agora que você já sabe como montar um porfolio escolar, chegou a hora de aplicar essa ferramenta no seu dia a dia.

Escolha o melhor formato e comece agora a documentar as atividades realizadas pelos seus alunos.

Esperamos tê-los ajudado com esse artigo.

Caso tenha alguma dúvida, deixe seu comentário. 

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário